Aviso
  • Lack of access rights - File '/images/stories/2013/novembro/Dermatite-Seborreica-em-Bébe.jpg'
  • Lack of access rights - File '/images/stories/2013/novembro/Dermatite-Seborreica-em-Bébe.jpg'

Notícias de Beleza

Dermatite Seborréica

Dermatite-Seborreica-em-Bébe

O que é:

A dermatite seborréica, popularmente chamada de caspa, é uma alteração do couro cabeludo e/ou de determinadas áreas da face (supercílios,ouvidos, cantos do nariz), com lesões de cor avermelhada e descamativas. Pode aparecer desde as primeiras semanas de vida do bebê, até a idade adulta.

 

Por: Dra. Aleksana Viana (Médica)

Sintomas da dermatite seborréica

Os sintomas da dermatite seborreica são:

Placas avermelhadas no couro cabeludo;
Descamação em forma de escamas esbranquiçadas;
Pode haver coceira na região;
Pode haver queda do cabelo na região.


Causa da dermatite seborréica

A causa da dermatite seborreica é o excesso de oleosidade da pele ou do cabelo ou a contaminação com o fungo Pityrosporum ovale.

Dermatite seborréica é contagiosa?

A dermatite seborreica é contagiosa quando ela é causada pelo fungo, e por isso recomenda-se não partilhar roupas e toalhas com o indivíduo que sofra com a doença.

Tratamento para dermatite seborréica

O tratamento para dermatite seborreica pode ser feito com o uso de shampoos anti-caspa ou remédios receitados pelo dermatologista.

Dermatite seborréica no bebê

A dermatite seborreica no bebê é chamada de crosta láctea, e não é uma situação grave, mas pode ser inestética. Esse tipo de dermatite geralmente aparece antes dos três meses e nunca após o primeiro ano de vida. Ocorre normalmente no couro cabeludo e nas sobrancelhas, podendo se manifestar também nas dobras das pernas.

O tratamento para a dermatite seborreica no bebê consiste em umidificar as crostas com óleo ligeiramente morno e removê-las com a ajuda de um pente fino apropriado. Após o procedimento, deve-se passar uma pomada à base de vaselina ou óxido de zinco.

Em raros casos, pode-se desenvolver no local da dermatite uma infecção secundária com formação de pústulas e crostas amareladas com secreção. Neste casos, pode-se fazer necessária a administração de antibióticos.

Fonte: Tua Saude