Notícias de Beleza

Mutirão detecta 50 novos casos de câncer de pele em Rondônia

novos-cancerdepele

O dado corresponde a 16,29% dos 307 pacientes consultados durante o Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele, no último sábado. O próximo passo é iniciar os tratamentos gratuitos nos próximos sábados (07/12) e (14/12), na Santa Casa de Misericórdia de Ji-Paraná, sempre a partir das 7h30.

Desde as primeiras horas do último sábado pacientes de diversas cidades do Estado chegavam ao pátio da Santa Casa de Misericórdia de Ji-Paraná (único posto de atendimento credenciado em Rondônia), à triagem do Dia Nacional de Combate ao Câncer da Pele, com o objetivo da ação é ampliar o diagnóstico e o tratamento da doença. A ação é patrocinada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e foi mobilizada em 24 estados.

Com os atendimentos realizados das 9h as 15h, os dados já puderam ser conferidos e contabilizados 307 consultas e a confirmação de 50 novos casos de câncer da pele no Estado. Para o médico dermatologista e coordenador estadual, Silmar Regis Camarini, o dado é considerado preocupante. "Esse número corresponde a 16,29% de todos os pacientes que procuraram atendimento. A parte positiva é que o nosso trabalho fica mais definido e prático, ou seja, quem veio já tinha uma avaliação pessoal de que poderia ser este tipo de câncer e só queria ter a certeza", falou.

DIAGNÓSTICOS

As áreas do corpo afetadas com o tumor são: cabeça (34), tronco (7) e Membros (9) em pessoas de pele e cor branca (27) e parda (23). As mulheres foram as mais afetadas, com 26 casos e homens com 24 casos.

Segundo Silmar Regis, ainda há pessoas que procuram atendimento por causa de pano branco ou alergia, por exemplo. "É muito bom quando a pessoa volta para casa com uma boa notícia. Mas, caso seja negativa na avaliação médica, ela já sai na garantia de tratamento gratuito nos próximos sábados (7/12) e (14/12), a partir das 7h30". Serão 25 pacientes por fim de semana e o investimento de cada um no procedimento seria de: R$180 (biópsia e frete) e R$ 500 (tratamento cirúrgico). Ao todo, teria de ser desembolsado R$ 680.

EXPANSÃO E PARCERIA

A presidente da Santa Casa, Marta Kopper, divulgou que houve um índice considerado positivo de munícipios envolvidos. "Comemoramos a expansão de nossa ação. Registramos 16 cidades e ainda Rondolândia (MT). Nosso compromisso com a Saúde Pública está ultrapassando os limites de Rondônia", destacou. Marta aproveitou para fazer o reconhecimento público da Faculdade Panamericana de Ji-Paraná (Unijipa), que através do curso de Enfermagem, foi fundamental para que os procedimentos ocorressem de acordo com o cronograma.

A exposição ao sol de forma inadequada pode trazer sérios e inúmeros prejuízos à pele e ainda o surgimento de um potencial câncer. "Por isso, o alerta é repetitivo, mas necessário: use duas vezes ao dia, de forma generosa, nas partes expostas a radiação solar, aconselhamos o uso de Fator de Proteção Solar (FPS) seja de, no mínimo, 30", lembrou a médica dermatologista, Alesssandra Dalla Martha Camarini. Alessandra lembrou ainda que o protetor solar ajuda, no geral, porém, não evita a doença.

CASOS ESPERADOS PARA 2014 E NÚMEROS DE RONDÔNIA

A estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA) é de 580 mil casos novos da doença para 2014. O tipo de câncer da pele não melanoma, mais incidente na população brasileira, deve ser de 182 mil. De acordo com a publicação Estimativa 2014 – Incidência de Câncer no Brasil, do Ministério da Saúde, excetuando-se pele não melanoma, a ocorrência será de 394.450 novos casos, sendo 52% em homens e 48,% entre as mulheres.

Em Rondônia, o Dia Nacional de Combate ao Câncer da Pele constatou na sua 1ª edição foram 1.243 exames realizados e 89 casos diagnosticados (2006). No ano seguinte, 908 atendimentos com 102 casos (2007). Depois, os atendimentos foram para 702 pessoas se e 107 confirmados (2008). O processo seguiu e depois a procura foi de 814 pessoas, com 79 casos (2009). Já no 5º ano consecutivo, 305 pacientes estiveram em busca de respostas e 54 pessoas foram detectadas como portadoras de câncer (2010). No ano seguinte, 392 pessoas foram atendidas e 51 com caso confirmado. Já no ano passado (2012), foram 544 consultas realizadas e 86 casos confirmados e na última edição, houve a procura de 307 pessoas, com 50 casos diagnosticados (2013).

Fonte: Rondoniaovivo