Aviso
  • Lack of access rights - File '/images/stories/2013/dezembro/Violência_doméstica.jpg'
  • Lack of access rights - File '/images/stories/2013/dezembro/Violência_doméstica.jpg'

Notícias de Beleza

Violência doméstica contra a mulher aumenta em período de fim de ano, alerta promotora

Recomendação é de que mulheres não deixem de prestar queixa contra companheiros

Violência doméstica

A violência doméstica contra a mulher tende a aumentar no período festivo de fim de ano. Segundo alerta Maria Gabriela Prado, promotora de Justiça e coordenadora do Núcleo de Combate à Violência Doméstica de Família de São Paulo, nessa época as pessoas se embebedam mais por conta das comemorações e acabam se excedendo. De acordo com a Polícia Civil, os registros podem aumentar até 30%.

— A criminalidade como um todo, não apenas a doméstica, aumenta nessa fase do ano. As pessoas estão cansadas ou agitadas demais, além das inúmeras festas e bebedeiras. O importante é que a mulher denuncie caso sofra qualquer tipo de agressão.

Uma moradora de Porto Alegre (RS), que não quer se identificar, já perdeu as contas de quantas queixas prestou contra o ex-marido por agressão e constantes ameaças. A gota d'água foi quando ele decidiu abusar da própria filha.

Ela conta que a filha, na época com dois anos, ia para a casa do pai para os dias de visitas determinadas pela Justiça e em uma delas voltou machucada e contou que ele havia mordido as partes íntimas. Mais um boletim de ocorrência foi registrado, mas o suspeito nunca foi preso.

A delegada Laura Rodrigues, que investiga o caso, disse que nenhuma medida protetiva está em vigor no momento para impedir que o homem se aproxime da ex-mulher e da filha, mas que o caso está sendo investigado.

Fonte: Surgiu