Notícias de Beleza

Exercício evita cancro da mama na menopausa, adianta estudo

Por: ANTÓNIO HENRIQUES

atividades

Uma pesquisa revelou que o cancro da mama na idade da menopausa pode ser combatido com atividade física diária. O estudo, da autoria da Associação Americana para Pesquisa do Cancro, demonstrou que as mulheres que se exercitam regularmente enfrentam menos 25 por cento de risco de padecer da doença. A justificação encontra-se no facto de o exercício físico aumentar a circulação sanguínea, regulando substâncias químicas e hormónios.

De acordo com um estudo divulgado pela Associação Americana para Pesquisa do Cancro, as mulheres na idade da menopausa podem combater os riscos do cancro da mama através do exercício físico – desde uma hora de musculação por dia, caminhadas, ou sessões diárias de pilates.

Para a realização deste trabalho contribuíram 73 615 mulheres no pós-menopausa, cujos hábitos foram confrontados com a quantidade de casos de cancro de mama detetados.

Os investigadores norte-americanos conseguiram também determinar que nos casos de mulheres com exercícios regulares o risco desce 25 por cento. Já nas mulheres que apenas fazem caminhadas a redução dos perigos é menor: 14 por cento.

"Descobrimos que caminhar uma média de uma hora por dia permite reduzir o risco de cancro da mama, sem qualquer outra atividade de física de lazer", afirmou Alpa Patel, epidemiologista daquela associação com sede em Atlanta, nos EUA.

No entanto, as caminhadas devem ser regulares, como, por exemplo, uma hora por dia de musculação, uma sessão também diária de pilates, 30 minutos de corrida, ou uma hora de caminhada todos os dias.

A justificação para esta redução dos riscos de cancro da mama encontra-se no facto de o exercício físico aumentar a circulação sanguínea, regulando substâncias químicas e hormónios (estrógeno e a progesterona) no organismo. Deste modo, consegue-se combater o desequilíbrio hormonal, o que representa um fator de prevenção do cancro da mama.

Na menopausa, a regulação hormonal torna-se mais frágil, daí que o exercício físico seja especialmente benéfico para as mulheres.

Fonte: PT Jornal