Aviso
  • Lack of access rights - File '/images/stories/2013/2014/janeiro_/violência_contra_mulher.jpg'
  • Lack of access rights - File '/images/stories/2013/2014/janeiro_/violência_contra_mulher.jpg'

Notícias de Beleza

Mais cinco municípios aderem campanha de combate à violência contra mulher

violência contra mulher

Mais cinco municípios se engajaram na Campanha do Basta de Violência contra as Mulheres, desenvolvida pela Secretaria Estadual da Mulher, para erradicar a violência doméstica e sexista em Pernambuco. As novas cidades a participar do projeto são Gravatá, Primavera, São Benedito do Sul e Bonito, no Agreste, além de Triunfo, no Sertão. Na próxima segunda-feira (13), as gestoras de políticas públicas para mulheres destes municípios se reunirão na sede do órgão, no Recife.

A ação já vem sendo realizada em anos anteriores em parceria com os organismos de políticas públicas para mulheres de 24 municípios. Nestes locais, as equipes técnicas abordam os banhistas, mar ou rio, para sensibilizar a respeito da importância da denúncia dos casos de violência contra a mulher.

A diretora de Enfrentamento da Violência contra as Mulheres da SecMulher, Fábia Lopes, explicou que os municípios com cachoeira foram incluídos por se tratar de espaços frequentados por um grande número de banhistas no período de férias. No encontro da próxima semana, será articulada uma mobilização simultânea, que deverá ocorrer até o final deste mês.

Projeto
A Campanha do Basta de Violência contra a Mulher é iniciada no mês de novembro quando se inicia os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher. Integram essa ação os municípios da Região Metropolitana do Recife : Cabo de Santo Agostinho, Igarassu, Itamaracá, Ipojuca, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes,Olinda, Paulista e Recife. Na Mata Sul : Barreiros, Rio Formoso São José da Coroa Grande,Sirinhaém e Tamandaré; Na Mata Norte : Goiana: No Sertão, cujos municípios ficam localizados a margem do rio São Francisco : Belém de São Francisco, Cabrobó, Itacuruba, Jatobá, Orocó, Petrolândia, Petrolina e Santa Maria da Boa Vista. Também será atingido o arquipélago de Fernando de Noronha.

Fonte: Diário de Pernambuco